terça-feira, 24 de março de 2009


         O Arqueiro do Profeta

Vislumbrem o arqueiro do Profeta.
Sua flecha cortando os ares recorda os virtuosos
que ao soar das trombetas,
as montanhas hão de tremer.
No fremir das eras a oração tem sido
a suprema mediação entre Deus e os homens.
Na mão do arqueiro o flexível arco materializa
a ação invisível do Criador.
Na brisa do sapientíssimo flana a flecha e
distintos matizes tecem o entendimento do discípulo
disposto a encontrar o tesouro transcendental.
Qual a razão do arqueiro e o objetivo da flecha?
Quiçá, enlear-se ao incomensurável
e seguir o bailar infindo do universo
rumo a união com o todo,
circundado pelo amor divino.




Enviar um comentário